Novas regras da ANAC para os viajantes!!

Olá meninas,

Quem aí também adora viajar?

Fiquem de olho nas novas mudanças para não passar dificuldades.

As novas regras da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), estão deixando muitas dúvidas nos viajantes de plantão.  Neste mês de março começou um debate para as condições gerais de transporte.

Para começar as mudanças serão:

Sobre as informações de voo, onde a companhia devera informar de forma clara:

  • O valor total das passagens, já com as taxas.
  • Tempo de escala e de conexão e possíveis trocas de aeroportos.
  • regras de cancelamento e alteração do contrato com as eventuais penalidades.
  • As regras sobre a franquia de bagagem ( as franquias de bagagem de mão aumentam de 5 kg para 10 kg). Nos voos internacionais os pesos das bagagens serão de 2 volumes de 23 kg, antes eram 2 volumes de 32 kg (isso até o fim de 2017, onde será apenas 1 volume de 23 kg, e ao final de 2 anos as empresas ficarão livres pra decidir como quiserem).
  • No caso da correção do nome na passagem aérea, deverá ser feita sem nenhum custo, e deve ser solicitada pelo passageiro até o momento do check-in.
  •  Nas passagens internacionais prestadas por mais de uma empresa, os custos poderão ser repassados aos passageiros.
  • No caso de quebra contratual ou cancelamento por multa, haverá proibição de cobrança de multa superior ao valor da passagem.
  • As tarifas de embarque e e demais taxas deverão ser devolvidas aos passageiros, garantindo o valor de 95%.
  • O passageiro poderá desistir da compra da passagem até 24 horas depois do recebimento do comprovante da passagem, sem ônus(desde que a compra ocorra com antecedência superior a 7 dias em relação a data do embarque).
  • Os passageiros deverão ser sempre informados das alterações programadas, quando a mudança ocorrer a 72 horas do horário do voo, ou em voos domésticos for superior a 30 minutos e a 1 hora em voos internacionais, em relação ao horário inicialmente contratado, caso o passageiro não concorde, a empresa devera oferecer reacomodação em empresa congênere ou reembolso integral.
  • Por solicitação do passageiro o reembolso ou estorno da passagem deve ocorrer até 7 dias da solicitação´que poderá ser feito em créditos para aquisição de nova passagem.
  • Em caso de extravio o passageiro deve fazer imediatamente o protesto, e o prazo para devolução será de 7 dias e não mais de 30 dias, e em voos internacionais, será de 21 dias. Caso na apareça a bagagem a empresa tem até 7 dias para pagar a indenização devida. No caso de dano ou violação o passageiro tem 7 dias para fazer o protesto.

Essas são algumas das alterações feita pela ANAC, espero que ajude a tirar algumas dúvidas de vcs.

Beijinhos

PAULA REIS

Escrito por

DEIXE UM COMENTÁRIO